Professores

  • Allan Claudius Queiroz Barbosa
  • Antônio Artur de Souza
  • Carlos Alberto Gonçalves
  • Márcio Augusto Gonçalves
  • Marlusa Gosling
  • Plínio Rafael Reis Monteiro
  • Ricardo Teixeira Veiga

Campos temáticos ligados a marketing

Campo 1: Marketing de Relacionamento e Marketing de Serviços e Comunicação Integrada de Marketing

Esse campo temático busca o foco nas ações que envolvem as relações e processos de entrega de valor nos planos interno e externo das organizações e seus mercados atuais e potenciais. Investigações incluem temáticas sobre relacionamentos de consumidores com marcas. Engloba estudos sobre satisfação, lealdade, engajamento e comunicação boca-a-boca, confiança, valor nas relações, bem como a investigação da construção de relacionamentos e sistemas de gestão de relacionamento com clientes, customer equity e customer lifetime value, gestão de falhas e reclamações. Gestão e mensuração da qualidade de serviços. Uso da comunicação integrada para promover os relacionamentos

Campo 2: Marketing de experiências e marketing turístico

Esse campo temático busca entender as relações entre fatores de atratividade e competitividade, imagem, reputação dos destinos turísticos, sob a ótica dos diversos atores envolvidos no trade turístico. Engloba estudos de mkt de experiências, tratando o tema tanto numa perspectiva quantitativa (survey e experimentos) quanto numa perspectiva qualitativa (netnografia, etnografia, dentre outras). A gestão da experiência com marcas e destinos. O papel do mkt digital no comportamento do turista. Inclui pesquisas de autenticidade, de processos de escolha de turistas, gestão do lazer e do entretenimento.

Campo 3: Comportamento do Consumidor

Esse campo temático visa promover pesquisas sobre determinantes e condicionantes do comportamento de consumo e das relações entre consumo, sociedade e meio ambiente. Consumo é estudado tanto na perspectiva macro e interdisciplinar quanto na perspectiva micro. Nesse caso, o foco principal são as respostas individuais dos consumidores e suas interações com os componentes da estratégia de marketing, considerando aspectos cognitivos, afetivos, sociais e culturais. Especial atenção tem sido dada aos estudos críticos da sociedade de consumo e da indústria cultural, e ao comportamento dos consumidores na Internet e em novas mídias interativas.

Campo 4: Práticas e Gestão de Marketing

Estudos relacionados a gestão do composto de marketing em uma das dimensões clássicas dos produtos, preço praça e promoção. Estudos associados a gestão da oferta de marketing, incluindo produtos, marcas e serviços. Investigações incluem temáticas sobre identidade e reputação de marca e relacionamentos de consumidores com marcas. Estudos sobre elementos associados aos canais de distribuição e localização. Estudos associados a precificação de produtos e serviços e estratégias de preços em geral. Estudos relacionados ao composto de comunicação, como novos meios de comunicação, métricas de avaliação da comunicação, gestão da comunicação integrada, estratégias promocionais, relações públicas e patrocínios.

Campo 5: Processos de Marketing Digital

Marketing e novas tecnologias de informação e comunicação (TICs). Marketing digital. Comércio eletrônico. .Comportamento do consumidor digital, mobile marketing, marketing e redes sociais, co-criação, conteúdo gerado pelo usuário (UGC – user generated content), customer analytics

Campo 6: Inteligência, métricas, performance e modelagem em marketing

Compreende a análise dos processos decisórios associados ao fundamento estratégico do marketing e a utilização do arcabouço de marketing na constituição de procedimentos de apoio as decisões. Aborda elementos associados a prática gerencial, com ênfase nos processos cognitivos, sociais e psicológicos de tomada de decisão, incluindo os mecanismos de levantamento de informações, em especial a inteligência e a pesquisa de marketing e sua aplicação em uma perspectiva estratégica. Também contempla estudos relacionados a criação de métricas e modelos de avaliação de performance em marketing, sejam em uma perspectiva gerencial, funcional ou social. Também se aborda debates sobre as fontes primárias e secundárias de dados com ênfase aos fenômenos relacionados ao que se denomina de “Big Data”.

Campo 7: Sociedade, Marketing & Consumo

Compreende as relações do marketing e consumo, perfazendo a análise da contra cultura de consumo, resistência do consumidor e anticonsumo. Os debates centram-se nos aspectos sociais que ligam o consumo às realidades locais e sua interseção com o a construção da identidade e cultura social, Consumer Culture Theory (CCT) e estudos do que se denomina “lado negro do comportamento do consumidor”. Como abordagens epistemológicas, os estudos adotam múltiplas perspectivas, incluindo a fenomenologia, antropologia do consumo, análise simbólica, mas também aceitam abordagens mais convencionais como os estudos exploratórios, descritivos e os experimentos.

Campos temáticos ligados à estratégia e inovação

Campo 1 - Teorias da Vantagem Competitiva

Teorias da Competição econômica, social e política que afetam o desempenho superior das organizações; Fatores estruturais do ambiente externo (diamante) que são determinantes da criação de vantagens competitivas; Teorias descritivas, prescritivas da vantagem competitiva. Teorias para posicionamento competitivo em lógicas de contingencias, visão baseada em recursos como RBV, KBV, KLV, Relational View, Value-Price-Cost; Teorias nas perspectivas evolucionárias; Modelos e teorias para sustentar vantagens competitivas em organizações típicas de OPM (orientação para mercados) portes: M-Forms, Oligopólios, Monopólios, Pequenas e Médias empresas, starts - up de base tecnológica. Modelos de estrutura, conduta, desempenho. Competitividade de estados e nações: organização e recursos de estados e nações para competitividade (analogia com modelo diamante); fatores de inovação, competências para sustentar a competitividade. Mercadologia: Teorias do campo econômico, macro econômicos que promovem o desenvolvimento das firmas; Fatores culturais e sociais para desenvolvimento. Teoria evolucionaria. Modelos de dimensionamento de mercados.

Campo 2 - Teorias de Cenários, Planejamento Estratégico e Administração Estratégica

Modelos e teorias de previsão de cenários estratégicos para elaboração de Planejamento Estratégico em OPM - Orientação para Mercados ou NOPM - Não Orientação para Mercados econômicos de competição. Tipos e modelos de previsão Godet, Grumbach dentre outros; Teorias de analise de mercados agressivos, plácidos e reativos. Modelos e teorias de Inteligência Competitivas; Diagnósticos do ambiente para apoiar o Planejamento Estratégico; Teorias e modelos de Planejamento Estratégico para estratégias deliberadas; tipo BSC; Modelos clássicos baseados em SWOT; Modelagens tipo Balanced Scorecard, mapas estratégicos, roadmap, design thinking e plataformas computacionais para design de estratégias. Implementação, mudança e adaptação e coordenação estratégicas. Projetos de alavancagem estratégica. A relação estratégia-estrutura organizacional para alinhamento e desempenho. Processos de formação de estratégias, estratégias deliberadas e emergentes. Teorias e modelos para negócio (planos de negócio).

Campo 3 - Liderança Estratégica e Crescimento e Desempenho superior

Teorias do crescimento das firmas (modelo de lacunas); fatores que promovem o crescimento sustentável e geração de vantagem competitiva duradoura: gestão, cultura, implementação de Inovação; aquisições e fusões; expansão em mercados e territórios; Modelos mentais de líderes CEOS e gerente das firmas na função diretiva de Elaborar Estratégias; Estratégias para contornar situações de grande risco, fazer o downsing e ou terceirização das firmas em situações de retração: decréscimo, falência, fechamento. Liderança de equipes para conceber e sustentar estratégias; O papel das consultorias em estratégia das firmas. Comportamento empreendedor e empreendedorismo na fase de crescimento e sustentabilidade da organização. Estratégia de posicionamento e crescimento via negócios internacionais. Estratégias de internacionalização e governança de aglomerados internacionais para sustentabilidade e crescimento, expansão das firmas. Modelagem do desempenho internacional. Estratégias de fomento para sustentação das pequenas e médias empresas. Estratégias nas empresa familiares. Os modelos e teorias de agente consultor de estratégia para as firmas nas atividades de mentoring, coaching e agente de mudança.

Campo 4 - Estratégias Empresariais e Corporativas, Mensuração do Desempenho

Teorias de Estratégias de posicionamento em face de competidores; Estratégias defensivas, de ataque e fuga; Análise de dinâmica de mercados e estrutura de mercados para posicionamento estratégico; Desenho e pesquisa de dados para projeto estratégico; Modelos de governança e uso de recursos que promovam desempenho superior e vantagens competitivas; Efeito da estrutura de propriedade, relações com stakeholders para buscar ciclo virtuoso. Determinantes da formação do desempenho em diferentes níveis de agregação, da firma, indústria, grupo estratégico, aglomerações, município, estado, país e entre países. Políticas de agencia para resolução de conflitos que comprometam a estratégia. Estratégia da Firma para entrar em due dilligence para IPO e ou venda. Modelos para estratégia de sustentabilidade de aglomerados, grupos estratégicos, pequenas e médias firmas. Abordagens teóricas do desempenho; modelagem do desempenho plural em ambientes de diferentes setores; Métricas de desempenho em organizações Não Orientadas para Mercados e OPM. Administração estratégica de recursos para alcançar desempenho superior; Administração estratégica, projeto e projetos de “management” para sustentar a estratégia. Modelos CANVAS, BABOK, MEG (modelos de excelência), Modelos de maturidade Estratégica (benchmarking); Estratégia de Imitação, First Movers, Second Movers.

Campo 5 - Analogias, aprendizado estratégico e teoria da decisão estratégica

Teoria dos jogos soma zero e ganha-ganha; teorias dos jogos sociais; teorias das guerras; Simulação de Jogos empresariais para ensino de estratégia. Modelos de otimização para mensurar desempenho plural superior; Modelos ficcionais que simulam estratégica; Métodos de ensino de estratégia. Modelos de estudo para formação e ensino de talentos para condução estratégica das firmas. Analise de ontologias no campo da estratégia organizacional. Desenhos corporativos e de negócios para alto desempenho. Modelos e teoria da tomada de decisão estratégica; modelos de neuro-decision para explicar aprendizado e comportamento estratégico. Métodos e técnicas de pesquisa em Estratégia das Organizações.

Campo 6 - Conhecimento estratégico e fatores da Inovação e empreendedorismo

Modelos e métodos de Inteligência competitiva; Modelos de relações em rede; Modelos de Inovação P&D próprios, Open Innovation, cultura de inovação para geração de vantagens competitivas; Global Management Innovation; Gestão do conhecimento para a Inovação; Comportamento e modelos mentais do empreendedor; Estratégias de empreendedores em rede e individual orientados por patentes. Criação e inovação na cadeia de valor; Modelos de difusão da inovação nos ambitos nacionais e internacionais; Inovação incremental e de ruptura para sustentar a estratégia das organizações; Bases da tripla hélice para fomento a inovação; Patentes e direitos autorais. Inovação em produtos e serviços nos setores de Organizações para Mercados e Não Mercados. Modelos de agencias de fomento, planos de negocio para criação de start-ups; Parques tecnológicos de fomento a criação e crescimento das firmas.

Campo 7 - Políticas e Estratégia de Sustentabilidade Econômica, Socioambiental

Políticas e estratégia nas áreas publicas e privadas para produzir valor social; Estudos para mitigar externalidades negativas, riscos ambientais e sociais; Competitividade nas esferas públicas. Políticas e estratégia em recursos para otimização de resultados na sustentabilidade e competitividade em OPM e NOPM. Formulações de soluções para sustentar as atividades econômicas e sociais em nível das organizações. Modelos de competências para apoiar a competitividade. Analise de sinais fortes e fracos que comprometem a existência das firmas. Políticas de governança para alcançar resultados e ciclo virtuoso: stakeholders, shareholders, governos, sociedade.

Tema 7 - Estratégia de redes, cooperação, co- competição, franquias

Estudos dos modelos de Competitividade em Redes, aglomerados; Estratégias em cadeia de valor; Modelos de redes nacionais e internacional de crescimento; Redes de franquias; Redes aleatórias; Analise de constelações e mensuração de enlaces; Estratégias de redes sociais para competição. Estratégias de redes e políticas públicas para desenvolvimento do setor. Modelos de cooperação (cooperativas) e competição em níveis de rede, corporativo, negócios. Pressão das firmas sobre o ambiente interno e externo para vantagens competitivas; Aglomerados territoriais, industriais e comerciais (tipos aparelhos de varejo; parques tecnológicos); Design de topologias estratégicas para sustentação da rede nacionais e internacionais; Análise topológica e métricas de redes (centralidade, cliques, densidade, dentre outras) Comportamento estratégico dos atores nas redes e políticas públicas de fomento a sustentação da rede. Redes internacionais para sustentação e crescimento das firmas. Redes, relações públicas e diplomacia para delinear programas estratégicos para o país.

Tema 8 - Estratégias para governos, segurança

Relações e projetos, Políticas e Estratégia de negociação e ligação das organizações públicas com os privados. Estratégias de Parcerias Públicas Privadas para desempenho superior. Ações e políticas das organizações que promovam segurança econômica, social e ambiental. Estratégias públicas que promovam o bem estar da sociedade e da economia. Estratégia de regulação, de classificação social e econômica que afetam ou promovem o desenvolvimento. Fomento e incentivos setoriais e políticas públicas do governo para promover o desenvolvimento. Estratégias para o governo na democracia, estado e governo e sustentabilidade. Estratégias para setores específicos do governo: Educação, Saúde, Energia, infra-estrutura.